Que o amigo seja para vós a festa da terra

12 agosto 2007

Ombro a ombro




















Lisboa 2005

Du darfst mich getrost
mit Schnee bewirten:
sooft ich Schulter an Schulter
mit dem Maulbeerbaum schritt durch den Sommer,
schrie sein jüngstes
Blatt.

Podes confiante
acolher-me com neve:
sempre que eu ombro a ombro
com a amoreira atravessava o verão,
gritava a sua mais jovem
folha.

Paul Celan, Setes Rosas Mais Tarde, trad. Yvette K. Centeno, Lisboa, Cotovia, 2006

1 <:

mflbgc disse...

Conta as amêndoas,
Conta o que era amargo e te mantinha desperto,
Conta-me entre elas

Paul Celan, "Sete Rosas mais tarde", selecção e tradução de João Barrento e Y. K. Centeno, Lisboa, Cotovia

Categorias

Condições de Reutilização

spintadesign

Free Blog Counter